União Zoófila e Associação Zoófila Portuguesa


TORNE-SE SÓCIO; ADOPTE OU APADRINHE UM ANIMAL; FAÇA VOLUNTARIADO!ESCOLHA...UM PEQUENO GESTO FAZ TODA A DIFERENÇA!

Vancouver Olympic Shame: Learn more. Por favor AJUDE a cessar este massacre infame! Please HELP stopping this nounsense slaughter! SIGN

http://www.kintera.org/c.nvI0IgN0JwE/b.2610611/k.CB6C/Save_the_Seals_Take_Action_to_End_the_Seal_Hunt/siteapps/advocacy/ActionItem.aspx

http://getactive.peta.org/campaign/seal_hunt_09?c=posecaal09&source=poshecal09

Ser Enfermeiro...

Friday, October 19, 2007

A Clockwork Orange



Eis a cena original de um grande filme, infelizmente aqui dobrado em italiano. "A Laranja Mecânica","A Clockwork Orange", do grande Stanley Kubrick. Um dos maiores filmes de culto da sétima arte, data de 1971 e o seu impacto social foi imediato. Retrata a história de um delinquente psicopata,Alex (Malcolm McDowell), líder de um gang que tem como diversão a ultra-violência,roubo, assalto, violações, etc. Um filme de excelência que retrata a psicopatia de forma única e consequente abordagem psiquiátrica e questões morais, com bastante violência,humor negro,cinismo e sátira social. O seu estilo é contagiante para o espectador e só digno de grandes mestres do cinema. A excelência da narrativa,personagens,cores, terapêuticas utilizadas ( a técnica de Ludovico),magistral banda sonora e a vertente transexual pseudo-subjacente às personagens, assim como a vertente erótica e sexual presente ao longo do filme justificam o estatuto de obra-prima.O filme caiu como uma bomba e a reacção geral, à semelhança de muitos conteúdos desta obra, foi uma verdadeira antítese. Condenado em vários países (no Reino Unido só passou em 2000), reacção apoiada por parte da crítica internacional sob o desígnio de incitar à violência juvenil e ser moralmente ofensivo e violento,contrastou com a aclamação da grande parte da crítica internacional e ganhou numerosos prémios. Dado-me a conhecer pelo Henrique no 10º ano. A não perder!


Uma das cenas mais famosas(apenas uma de muitas), na qual Alex, na marginal do Tamisa, dá um correctivo aos restantes elementos do seu gang para os castigar de terem anteriormente desafiado o seu poder. Por apenas questionarem um porquê de um plano.
Curiosidades (wikipédia):
" * Durante a cena em que Alex é submetido ao tratamento Ludovico, Malcolm arranhou a córnea e ficou temporariamente cego. O médico que acompanha Alex durante o tratamento era realmente um médico, e estava lá por motivos de segurança para Malcolm. Este também teve costelas quebradas durante a filmagem da cena de humilhação após o tratamento e quase se afogou de verdade, devido a uma falha no equipamento que o ajudaria a respirar, na cena em que os seus ex colegas criminosos o encontram e o submetem a uma tortura numa banheira.
* Stanley Kubrick cometeu propositadamente alguns erros de continuidade em Laranja Mecânica. Os pratos em cima da mesa trocam de posição e o nível de vinho nas garrafas muda em diversas tomadas, com a intenção de causar desorientação ao espectador.
* O filme foi retirado de cartaz no Reino Unido a mando de Stanley Kubrick. Irritado com as críticas recebidas, de que Laranja Mecânica seria muito violento, Kubrick declarou que o filme apenas seria exibido lá após sua morte, ocorrida em 1999.
* A linguagem utilizada por Alex, chamada de nadsat, foi inventada pelo autor Anthony Burgess, que misturou palavras em inglês, em russo e gírias.
* O livro em que Frank Alexander trabalhava quando Alex e sua gangue invadem sua casa chamava-se "A clockwork orange".
* Basil, a cobra, foi colocada nas filmagens após o diretor Stanley Kubrick descobrir que Malcolm McDowell tinha medo delas.
* No livro, o sobrenome de Alex em momento algum é revelado. Comenta-se que DeLarge seja uma referência a um momento no livro em que Alex chama a si mesmo de "Alexander the Large".
* O orçamento total do filme foi de apenas US$ 2 milhões.
* Stanley Kubrick certa vez declarou que, se não pudesse contar com Malcolm McDowell, provavelmente não teria feito Laranja Mecânica.
* A canção "Singing in the rain", cantada por Alex durante a cena em que ele e seus colegas violentam uma mulher na frente de seu marido, só está no filme porque esta era a única música que Malcolm McDowell sabia cantar por inteiro.
* O filme foi proibido no Brasil na época do lançamento, mas liberado depois de alguns anos com a condição de que a genitália da mulher na cena de violação, fosse encoberta por meio de manchas pretas sobrepostas à cena, o que se tornou um facto ridículo para a censura militar. "


2 comments:

Tevez said...

como te disse ja uma vez, n conhecia de todo este filme.. (I know, shame on me), mas tenho curiosidade tremenda para o visionar. aquela cena que colocas tá mm mt à frente. grande abrç!

Ana Filipa said...

Bem mano... n fazia esta ideia de ti, és um artista mm xD é q fiquei mm sem palavras. ja ha algum tempo q tava pa vir ver o que tinhas nesta caixinha supresa e hj foi o dia. É mais ou mens como aquele anuncio dos cafes "um dia vou ver o blog do João. Hoje é o dia" lol. E foi mm. E vou passar a vir mais vezes. Um bjo enorme pa ti mano ****

Ana